sexta-feira, 8 de maio de 2015

A Espiã de 8 anos

Relatório com as observações da Bruninha (de 8 anos de idade), depois de ter recebido da sua mãe a espinhosa missão de vigiar escondida, sua irmã Suzana (17 anos), que teve permissão de sua severa mãe para namorar no sofá da sala. Abaixo segue seu ingênuo detalhado relatório de tudo que viu, ouviu e sentiu.
'Para mamãe

Mãe, a Suzana e o namorado apagaram a maior parte das luzes e se sentaram no sofá. Ele chegou perto dela e começou a abraçá-la.
Suzana deve ter começado a ficar doente, porque seu rosto começou a ficar verrmelho. O Namorado dela deve ter percebido que ela começava a passar mal, porque ele colocou a mão dele dentro da blusa dela, acho que pra sentir seu coração. Só que ele demorou muito pra encontrá-lo!!!
Aí, foi ele quem começou a ficar doente, porque os dois começaram a ficar ofegantes, com pouca respiração. Acho que a mão dele estava fria, porque ele a colocou por dentro da saia da Suzana, que deitou no sofá dizendo que estava muito quente.
Depois de algum tempo consegui ver o que estava deixando os dois doentes: uma cobra enorme tinha saltado do bolso da calça dele, era muito grande, devia ter uns 20cm de comprimento.
Foi então; que Suzana agarrou a cobra com as duas mãos, acho para evitar que ela fugisse, disse que era a maior que já tinha visto.
Derepente a Suzana deve ter ficado maluca, porque ela tentou comer a cobra.
Colocou-a inteirinha na boca e ficou tentando engolir. Acho que cobra é uma coisa muito dura e ruim de comer, principalmente viva, porque depois de um tempão a cobra vomitou e saiu da boca da Suzana ainda inteirinha!!!
O namorado da Suzana então, enfiou a cobra num saco plástico tentando sufocá-la, daí a Suzana tentou ajudá-lo e deitou prendendo a cobra entre as pernas, enquanto o namorado deitava em cima dela. Eles ficaram tentando esmagar a cobra entre eles.
Mãe, eu confesso que fiquei assustada porque a Suzana gritava tanto e se contorcia toda. Depois de muito tempo os dois soltaram um suspiro de alívio.
Acho que conseguiram matar a cobra, porque eu a vi pendurada abaixo da barriga do namorado da Suzana. A Suzana e o namorado sentaram no sofá e começaram a se beijar e, quero que um raio caia na minha cabeça, se a cobra morta não ressuscitou e eles começaram a batalha novamente.
Acho que o namorado estava cansado, pois foi a Suzana que tentou esmagar a cobra sentando em cima dela. Imagino que a Suzana é muito fraquinha, porque depois de algum tempo o namorado pediu para ela deitar de bruços e voltou a tentar esmagar a cobra, mas dessa vez com muita força.
Fiquei preocupada, porque a Suzana gritava muito, porém a vontade de matar a cobra era tanta que ela gritava: 'Vai,vai... Não pára, não pára'.
Depois de uns 40 minutos enfim o alívio: a cobra morreu! O namorado da Suzana disse que tava todo esfolado e jogou a pele da cobra pela janela.
Mãe estava pensando, Eu acho que as cobras são como gatos, têm sete vidas ou mais... '
Ass.
Bruninha.